Nostálgico

Terça-feira , 03 de Maio às 14h42

A mo-te, por isso me odeio. Odeio prosseguir gostando de alguém que me faz mal sem querer. Que não sabe o quanto sofro. Coração atrasado, deixa pra registrar apenas o que deseja. E ele não quer te ver partir. E você não vai, já foi. Mas do que isso adianta? O que passou, não passou. Não onde importa: ali.

Não se trata de você, ou muito menos de mim. É algo mais profundo... somos nós. Muito além do que considero certo, muito além. Nego para mim o que meu coração já considera resolvido: eu ainda te amo. Mas, por negar, não penso; não sinto. Não dói. Porque a dor é aceitação do sofrimento, e eu não aceito.

Destruo-me ao poucos, pois meu corpo reage à mínima menção de um nome, que não é só seu. Destruo-me por não deixar que um sentimento tão forte apodere-se de meu corpo, não de novo. Destruo-me. Ainda assim, reconforto-me sabendo que não és único, ainda que tudo em mim diga que é.

Rapazes glorificam-me, correndo atrás de uma mulher cujo coração não existe. Coração perdido, fora-se há muito. Fora levado contigo, onde quer que esteja agora. O mundo prestigia-me com seus agrados, mas não me é suficiente. Porque eu nunca quis o mundo. Eu só lhe queria.


Escrito por Letícia Lemos




01/06/2012 a 30/06/2012
01/04/2012 a 30/04/2012
01/03/2012 a 31/03/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/01/2012 a 31/01/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/11/2011 a 30/11/2011
01/10/2011 a 31/10/2011
01/09/2011 a 30/09/2011
01/08/2011 a 31/08/2011
01/07/2011 a 31/07/2011
01/06/2011 a 30/06/2011
01/05/2011 a 31/05/2011
01/04/2011 a 30/04/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/02/2011 a 28/02/2011
01/12/2010 a 31/12/2010
01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010