Frio

Domingo , 12 de Junho às 14h06

Feliz dia dos namorados pra você que tem um namorado, um amor e alguém pra dizer que te ama. Três coisas que eu não conheço.

I gnorância. Implicância. Grosseria. É disso que vivemos agora. Eu estive tentando entender por muito tempo o porquê disso.

Era você ali do meu lado quando eu estava mal; era o seu braço ao redor de mim quando eu reclamava do frio; eram suas mãos sobre as minhas em qualquer hora. O que foi que aconteceu com tudo isso? Para onde você foi? Há muito já não vejo seu olhar encontrar o meu. Quanto tempo faz que não fala comigo em um tom doce?

Eu não entendo. Você sabia o que eu estava sentindo por você, não sabia? E então fugiu. Eu ainda não sei quem falou. Não que isso importe agora, não faz mais sentido buscar. Sua grosseria tem me feito muito mal.

Aquela garota ali? Ela quebrou mil corações. Fez cada um em pedaços e riu na cara deles. Eu entenderia se você tivesse raiva dela. E você não tem. Mas por que tem tanta raiva de mim? Isso talvez eu jamais descubra. Foi só por que você ficou sabendo que eu te queria? Eu não fiz nada demais. O meu único erro foi amar você.


Escrito por Letícia Lemos




Eu te amo

Quinta-feira , 02 de Junho às 21h35

Ai, ai. E aquele drama pré 12 de Junho? Dia dos namorados, pare de me deprimir.

E u te amo, e como amo. Com todas as imperfeições, pois são estas que lhe constroem, estas que lhe tornam quem és: aquele que amo. Aquele que desejo com todo meu íntimo. Quero ser para ti tudo aquilo que significa em minha vida, e como quero.  

Em meus sonhos, enxergo nós dois, eu sendo a razão do seu sorriso, você sendo a razão do meu. Nós dois juntos, sendo nada mais do que apenas nós dois, eu sendo amada como talvez jamais seja. Em meus sonhos, é uma pena.

Anseio pelo dia em que precisará de alguém ao seu lado, em que precisará de mim. Porque é quando eu estarei lá, sendo quem você espera que eu seja. Quem você quiser. Eu só precisaria estar lá. Porque  não, eu não consigo pensar em  nenhum lugar que eu deseje tanto ficar, senão ao teu lado.

E quando você se vai, por todo minuto longe de você eu choro. Choro com a ideia de que talvez não volte, choro de saudade; choro de tristeza por ter ido, de raiva por um dia ter me deixado. Mas quando você volta, eu jogo tudo fora. Corro pros teus braços, em meu mais indefeso estado. Porque eu te amo, e como amo.


Escrito por Letícia Lemos




01/06/2012 a 30/06/2012
01/04/2012 a 30/04/2012
01/03/2012 a 31/03/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/01/2012 a 31/01/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/11/2011 a 30/11/2011
01/10/2011 a 31/10/2011
01/09/2011 a 30/09/2011
01/08/2011 a 31/08/2011
01/07/2011 a 31/07/2011
01/06/2011 a 30/06/2011
01/05/2011 a 31/05/2011
01/04/2011 a 30/04/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/02/2011 a 28/02/2011
01/12/2010 a 31/12/2010
01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010